sábado, 23 de abril de 2011

Para reflexão

O ato de aprender é evidenciado pela relação que “envolve três elementos, não apenas dois: o sujeito que conhece, a coisa a conhecer e o elemento mediador que torna possível o conhecimento”. No contexto escolar, esse papel de mediador entre o aluno e o conhecimento é legado ao professor, que através de suas ações pedagógicas, poderá favorecer ou não a apropriação desse conhecimento,bem como as formas de pensar e agir dos estudantes frente ao conhecimento.(Pino, 1997, p.6).









quarta-feira, 20 de abril de 2011

Visita a Escola no dia 19/04/11



Nessa visita a escola Maria Bonfim, não houve aula, pois todos estavam voltados para  celebração da Ceia, visto que se aproximava  a Páscoa, todos os alunos se reuniram na sala de video com os professores e a diretora,  e fizeram uma representação da ceia noturna, alguns alunos se reuniram na mesa,  logo após fizeram a oração do pai nosso as professora com os alunos e elas falaram um pouco sobre esse acontecimento, em seguida um aluno fez a leitura de um texto da  bíblia onde retrava a passagem do pão e do vinho que Jesus repartiu e distribui para os seus dicípulos. Um aluno escolhido representou Jesus e repartiu com seus colegas o pão e o suco de uva representando o vinho e todos os outros participaram, foi muito legal.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Visita a Escola no dia 13/04/11



A primeira aula assistida

Turma 2° ano do ensino fundamental 1 Comporta por 18 alunos
Professora: Francis


A professora dar inicio a aula com a chamada. a aula é de português, ela pede para que os alunos coloquem o cabeçalho e dar um tempo para elas copiarem.

 A professora copia no quadro uma cantiga de reda e depois ler  para os alunos, ela pergunta quem já ouviu como a maioria não conhece ela canta para eles e pedem para que ele scantem com ela. Após cantar a música ela trabalha com a mesma e faz perguntas sobre o contexto da música como a canção fala de doces preparados pela sinhá, ela questiona sobre o significa sinhá e em seguidas trabalha com as sílabas da cantiga, por exemplo a família do V, va ve vi vo vu e assim por diante até o final da canção, ela trabalha  com o B, M, L, D, S e o ÃO.
Em seguida ela explica a difereñça do som do C e o NHA NHE, NHI, NHO, NHÃO.
A professora então passa o exercício no livro didático que tem essa cantiga.
Passando para segunda aula que é a de história ela fala um pouco sobre a pascóa que se aproxima e dar um desenho para os alunos pitarem retratando  Jesus  e os seus discípulos.

segue abaixo a cantiga de roda:

Vai abroba, vai melão
vai melão, vai melância
vai doce sinhá,
vai doce sinhá
vai doce, vai cocadinha


Percebir que só frequenta dos 18 apenas 11 alunos e que havia um cartaz na parede de combinados que a professora disse ter realizado com os alunos, e foi estabelecido o aluno nota 10 que terá a sua foto no mural da sala, este será o que comprir com todos os combinados que são 15 ao total.

Segue abaixo os combinados:

1- Respeitar o professsor e o colega
2- Fazer silêncio na hora das atividades
3- Fazer as atividades de casa e de classe
4- Não jogar lixo no chão  
5- Descer e subir a escada em fila
6- Levantar a mão para falar
7- Beber água com o seu corpo ou garrafa
8- Não falar Palavrão
9- Cuidardo seu material
10- Não colocar apelido nos colegas
11- Não riscar nen subir na mesa  
12- Não correr no corredor
13- Não gritar, pedir licença
14- Quem não cumpir, não será  o aluno nota 10
15- Quem  cumprir será o destaque do mês. 




















A importância do estágio

No exercício cotidiano de sua função, os condicionantes aprecem relacionados a situações concretas que não são possíveis de definições acabadas e que exigem improvisação e habilidades pessoais, bem como a capacidade de enfrentar situações mais ou menos transitórias e varáveis, ora lidar com os condicionantes e situações é formador: somente isso permite ao docente desenvolver hábitos, ( isto é ceras disposições adquiridas na e pela prática real) que lhe permitirão justamente enfrentar os condicionantes e imponderáveis da profissão(TARDIF, 2002).




A Escola Municipal Maria Bonfin

A Primeira visita

A Ida a instituição foi realizada na “Escola Municipal Maria Bonfim”, localizada no Bairro da Liberdade, a sua modalidade de ensino é educação fundamental do 1º ao 5º ano. A escola funciona no turno matutino e vespertino, possui uma boa estrutura física apesar de pequeno porte, tem uma área de lazer, um laboratório de informática, cincos salas de aulas, uma cantina e uma sala da diretora juntamente com a secretária e a coordenadora pedagógica, é uma escola pequena, porém bem organizada. A escola ainda é composta de 220 alunos, a idade dos alunos varia de 06 á 14 anos. Os professores todos têm nível superior, apenas uma professora que não tem prós graduação.

Ao me dirigir a escola, realizei uma entrevista com a diretora Iracema ao qual foi bem cordial, educada, porém achei um pouco apreensiva ao responder as perguntas. Ao indagar sobre o motivo do nome da escola, ela me disse que foi uma homenagem a sobrinha do fundador da escola que possui o mesmo nome.

Segundo Iracema os alunos desse estabelecimento são oriundos moradores da comunidade próxima a escola, e os seus pais a maioria são profissionais liberais, prestadores de serviço, não tem nem carteira de trabalho. Ela ainda informou que os pais estão sempre presentes nas reuniões, e que a escola oferece merenda regulamente para os alunos, a ressalva é quando há uma paralisação dos funcionários.

As disciplinas que compõe o currículo desta instituição são: português, matemática, história, geografia, inglês e informática. Em relação ao projeto político pedagógico da escola a diretora Iracema diz que a escola tem este documento, mas que ele está para ser revisado. Quanto à elaboração a mesma diz que foi realizado com a participação dos professores subsidiados pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação, Parâmetros Curriculares Nacionais, o rendimento escolar. Segundo ela o documento é utilizado apenas no início do ano, porém não tive acesso ao documento.

A instituição tem apenas uma coordenadora pedagógica, e de acordo com a mesma as reuniões pedagógicas ocorrem de duas formas: a primeira é feita apenas com os professores para planejamento, onde discutem sobre o planejamento, e acontecem todas as sextas feiras, e a segunda é realizada por unidade com a participação dos pais. O plano de aula é elaborado efetivado para cada série e disciplina, e concretizado o planejamento da semana seguinte.

De acordo com a diretora os professores gostam muito de realizar o planejamento, pois ele é significativo, e também é um momento de descontração. A respeito do programas para formação continuada dos professores, a mesma diz que a escola não oferece e a avaliação é feita processual e tradicional.

Na segunda visita a escola fui observar uma sala de aula que foi a de história no turno vespertino do segundo ano do ensino fundamental I lecionada pela professora Francis Assunção. Ao solicitar para assistir a aula de uma das professoras, fui atendida por uma secretária que a principio não queria que eu assistisse à aula porque a diretora não se encontrava, eu expliquei que já tinha realizado uma entrevista anterior com a diretora então ela resolveu falar com a coordenadora pedagógica que logo me pediu um oficio e disse que não tinha problema, e que poderia assistir.

A competência do educador vai crescendo na mesma proporção em que vai aprendendo a transformar suas práticas pedagógicas. A mera repetição ainda que de práticas interessantes não faz um bom professor. Nesta perspectiva o planejamento pode ser um suporte par ajudar o seu crescimento. (VASCONSELOS, 2002).

Quando entrei na sala de aula os alunos me recepcionaram com bom tarde pedido pela professora, e pude logo notar que a sala de aula bem decorada, tem um mural com fotografias dos quatros alunos intitulado como destaque, também tem muitas fotos de momentos e encontros dos alunos, a produção coletiva, algumas atividades realizadas pelos alunos e o nome de cada um.

A sala é pequena um pouco apertada, composta por 18 alunos, mas só estavam presentes 11 alunos, a porta fica aberta o que prejudica a concentração dos alunos devido ao barulho provocado pelo “passa – passa” no corredor, e ainda dar para se ouvir a aula da sala do lado.

A professora iniciou a sua aula com uma oração do pai nosso e em seguida pede que os alunos para verificar a tarefa de casa de cada um. A disciplina que a professora trabalhou foi a de história, antes de começar a professora faz uma revisão da aula anterior, fazendo perguntas para os alunos. Eu notei que os alunos participavam, havia um diálogo entre eles e a professora se preocupava com os alunos com o seu contexto histórico, ela trazia o assunto para a realidade dos alunos, eles conseguiam compreender e construíam juntos os conhecimentos. "Saber que ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção" (Freire, 1996)

Como exemplo a professora falava a respeito da escola antiga, como eram os professores, os alunos a separação entre meninos e meninas e comparava com a escola atual. Lembro-me que ao mencionar sobre os primeiros educadores do Brasil foram os Jesuítas, ela perguntou se eles sabiam onde ficavam o terreiro de Jesus e uma aluna respondeu que era no Pelourinho. Também ela aproveita as ilustrações contidas no livro, pediu para eles diferenciar a escola antiga da atual, muitos participavam dizendo que a maneira dos professores se arrumarem eram, diferentes e , entre outras coisas, todos participam e interagiam com a professora.

Em seguida a professora solicitou para um aluno fazer a leitura do texto do livro sobre o assunto abordado e novamente dialoga com eles a respeito do assunto. A professora novamente solicita que outro aluno fazer a leitura e todos eles participam. A seguir ela passa uma atividade e responde com os alunos o exercício para que eles memorizem o assunto.

Quando terminou ela pediu que eos alunos escrevessem no caderno e ao terminarem ela pedi para verificar, os alunos que terminaram primeiro começam a conversar e ficar agitados. A aula de história termina e ela começa com a leitura do Diário de Bordon, nesse momento eu me retirei da sala e finalizei a minha visita.


CONSIDERAÇÕES

As visitas na escola são muito enriquecedora e gratificante para mim, pois na Faculdade aprendemos muitas teorias e práticas pedagógicas, estudamos a respeito do currículo, a importância do contexto histórico, metodologias de ensino, psicologias projeto pedagógico institucional e entre outras, mas é na visita em campo que temos a oportunidade de presenciar o “dia- dia” da nossa profissão é onde realmente conhecermos realmente o que envolve ser um educador. Eu pude ver como funciona um ambiente escola, o papel do professor e com certeza o aprendizado nessa visita deu um suporte para o conhecimento da minha futura atuação profissional.

domingo, 10 de abril de 2011

Para reflexão

"A experiência prática mostra também que o ensino direto de conceitos é impossível e infrutífero. Um professor que tenta fazer isso geralmente não obtém qualquer resultado, exceto o verbalismo vazio, uma repertição de palavras pela criança, semelhante á de um papagaio, que simula um conhecimento dos conceitos correspondente, mas que na realidade oculta um vácuo".
                                                                                                

Vygostky (1989).

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Justificativa para o Plano de Estágio

O plano de estágio é um  documento importantissimo, pois ele define a instituição ao qual os alunos irão  que rumos e metas a serem desenvolvidas pelos estudantes no local durante o estágio e normatiza procedimentos, oferecendo parâmetros consoantes com o Projeto Pedagógico do Curso de Pedagogia e com os requisitos legais previstos na Lei de Estágios (Lei nº 11.788/2008), para que sirva na orientação das tarefas a serem cumpridas.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Refletindo sobre a profissão e formação em Pedagogia




1. A que se destina a formação em Pedagogia?


De acorco com as Diretrizes Curriculares o curso de Pedagogia aplica-se à formação inicial para o exercício da docência na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental, nos cursos de Ensino Médio, na modalidade Normal, e em cursos de Educação Profissional na área de serviços e apoio escolar, bem como em outras áreas nas quais sejam previstos conhecimentos pedagógicos.

  
2. Em que consiste a docência?


A docência consiste em ação educativa e processo pedagógico metódico e intencional, construído em relações sociais, étnico-raciais e produtivas, as quais influenciam conceitos, princípios e objetivos da Pedagogia, desenvolvendo-se na articulação entre conhecimentos científicos e culturais, valores éticos e estéticos inerentes a processos de aprendizagem, de socialização e de construção do conhecimento, no âmbito do diálogo entre diferentes visões de mundo.

As atividades docentes também envolve participação na organização e gestão de sistemas e instituições de ensino, englobando: planejamento, execução, coordenação, acompanhamento e avaliação de tarefas próprias do setor da Educação; planejamento, execução, coordenação, acompanhamento e avaliação de projetos e experiências educativas não-escolares; produção e difusão do conhecimento científico-tecnológico do campo educacional, em contextos escolares e não-escolares.



 3. Que domínios o curso de Pedagogia propicia?


 O curso de Pedagogia, por meio de estudos teórico-práticos, investigação e reflexão crítica, propicia: o planejamento, execução e avaliação de atividades educativas; a aplicação ao campo da educação, de contribuições, entre outras, de conhecimentos como o filosófico, o histórico, o antropológico, o ambiental-ecológico, o psicológico, o lingüístico, o sociológico, o político, o econômico, o cultural.


 4. Que princípios fundamentam o exercício da profissão e o que eles significam?

Os princípios que fundamentam o exercício dessa profissão são os  de interdisciplinaridade, contextualização, democratização, pertinência e relevância social, ética e sensibilidade afetiva e estétia.

 5. O que é necessário para a formação do licenciando?

Para a formação do licenciado em Pedagogia é necessário o conhecimento da escola como organização complexa que tem a função de promover a educação para e na cidadania; a pesquisa, a análise e a aplicação dos resultados de investigações de interesse da área educacional; a participação na gestão de processos educativos e na organização e funcionamento de sistemas e instituições de ensino.


 6. Quais são as aptidões a serem desenvolvidas pelo pedagogo?


O pedagogo terá que desenvolver as seguintes aptidões:


I - atuar com ética e compromisso com vistas à construção de uma sociedade justa, equânime, igualitária;


II - compreender, cuidar e educar crianças de zero a cinco anos, de forma a contribuir, para o seu desenvolvimento nas dimensões, entre outras, física, psicológica, intelectual, social;


III - fortalecer o desenvolvimento e as aprendizagens de crianças do Ensino Fundamental, assim como daqueles que não tiveram oportunidade de escolarização na idade própria;


IV - trabalhar, em espaços escolares e não-escolares, na promoção da aprendizagem de sujeitos em diferentes fases do desenvolvimento humano, em diversos níveis e modalidades do processo educativo;


V - reconhecer e respeitar as manifestações e necessidades físicas, cognitivas, emocionais, afetivas dos educandos nas suas relações individuais e coletivas;


VI - ensinar Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História, Geografia, Artes, Educação Física, de forma interdisciplinar e adequada às diferentes fases do desenvolvimento
humano;


VII - relacionar as linguagens dos meios de comunicação à educação, nos processos didático-pedagógicos, demonstrando domínio das tecnologias de informação e comunicação adequadas ao desenvolvimento de aprendizagens significativas;


VIII - promover e facilitar relações de cooperação entre a instituição educativa, a família e a comunidade;


IX - identificar problemas socioculturais e educacionais com postura investigativa, integrativa e propositiva em face de realidades complexas, com vistas a contribuir para superação de exclusões sociais, étnico-raciais, econômicas, culturais, religiosas, políticas e outras;


X - demonstrar consciência da diversidade, respeitando as diferenças de natureza ambiental-ecológica, étnico-racial, de gêneros, faixas geracionais, classes sociais, religiões, necessidades especiais, escolhas sexuais, entre outras;


XI - desenvolver trabalho em equipe, estabelecendo diálogo entre a área educacional e as demais áreas do conhecimento;


XII - participar da gestão das instituições contribuindo para elaboração, implementação, coordenação, acompanhamento e avaliação do projeto pedagógico;


XIII - participar da gestão das instituições planejando, executando, acompanhando e avaliando projetos e programas educacionais, em ambientes escolares e não-escolares;


XIV - realizar pesquisas que proporcionem conhecimentos, entre outros: sobre alunos e alunas e a realidade sociocultural em que estes desenvolvem suas experiências nãoescolares; sobre processos de ensinar e de aprender, em diferentes meios ambiental-




XV - utilizar, com propriedade, instrumentos próprios para construção de conhecimentos pedagógicos e científicos;


XVI - estudar, aplicar criticamente as diretrizes curriculares e outras determinações legais que lhe caiba implantar, executar, avaliar e encaminhar o resultado de sua avaliação às
instâncias competentes.



 7. Quais as contribuições da Disciplina Estágio na estrutura do curso de Pedagogia?



 O estágio curricular a ser realizado, ao longo do curso,  a assegurar aos graduandos experiência de exercício profissional, em ambientes escolares que ampliem e fortaleçam atitudes éticas, conhecimentos e competências: na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental,; na ;  na Educação de Jovens e Adultos; na participação em atividades da gestão de processos educativos, no planejamento, implementação, coordenação, acompanhamento e avaliação de atividades e projetos educativos.